Total de visualizações de página

segunda-feira, 10 de novembro de 2014






Um Buquê De Beijos

Este buquê é privê... 
Receba é de beijos em você...
Perceba o endereçamento,
Os bons ventos sopram fugazes momento...
Segure em sua boca e retenha 
Como língua de fogo em movimento
Acendo-te fogueira avio minha lenha
Com labaredas acesas e aquecimento
Entre frio e calor...
Meu arrepio é cio é amor
Quente é este buquê de beijos em nuvens de vapor
Traz sua língua vermelha e atrevida,
Apague meu incêndio com essa cara lambida,
Mais valiosa que qualquer joia polida...
Trace sobre meu corpo os mais finos ramos e resenhas
Faça de mim aquela oliveira imensa sombreada de prazer
Dourada de castanhas e azeites, deleites de seu ser
Pinte-me em seus nus desertos, inversos que tu desenhas...
Embebede-se desse buquê  para que assim me tenhas,
Cristalina como água da fonte, que te apetece,
Bebe dessa água que molha tua boca de sede que tu padece,
Estremece ao som d'minha cachoeira que tanto te enlouquece...

Son Dos Poemas